08 maio 2010

Porque gosto da minha mãe,
gosto, porque ainda estou aqui, ela já se foi, sniff


Gostava de brincar de se esconder no guarda-roupa,
só pra ver a gente tentando encontrá-la pela casa...

Era passeadeira, ia pra todo lado, e a gente junto, claro!

Festeira que só! Se juntava com a vizinha, D. Albertina,
não escapava uma data a comemorar.

Professora... à sua moda, mas deu uma grande força!

Brava - será que eu gostava mesmo? rsrs

Cristã - lia a Bíblia, rezava... ensinou o bom caminho.

Amava a natureza, sempre contava histórias do sítio onde morou.

Histórias? Contava um monte, muitas eram de sua família.

Adorava um telefone - ainda tenho as fichas telefônicas
que ela guardava no estoque (hihi)

Crafiteira - tricô, crochê, costura... herdei essa onda.

Amigona, mãe pra toda hora...

Por tudo isso, e muito mais, o dia das mães é muito bom pra mim.

Tive a melhor mãe do mundo!!!

Um comentário:

Pedro Antônio disse...

Ei, Ana!

Que linda homenagem a sua! Fiquei emocionado, juro.

Pode publicar texto meu no seu blog sempre que quiser. Pra mim é uma honra!

Um beijoooo e tudo de bom! Ótima semana!

Pedro Antônio